AstraZeneca, biofarmacêutica global, firmou compromisso de colaboração com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, para a implementação de dois projetos que promovem a inovação e o desenvolvimento científico no Brasil.

As ações fazem parte do Ano Brasil-Reino Unido de Ciência e Inovação 2018/2019, uma iniciativa conjunta liderada pelos governos do Brasil e do Reino Unido para o desenvolvimento de projetos e estratégias para quatro temas fundamentais: Saúde e Ciências da Vida, Clima e Biodiversidade, Agricultura Sustentável e Energia.

Uma das iniciativas, em parceria com o CNPq, prevê o desenvolvimento de um programa que oferecerá 10 bolsas para cientistas brasileiros desenvolverem projetos em Centros de Pesquisa e Desenvolvimento da AstraZeneca nos EUA e Reino Unido por um período de dois anos.

A outra ação, em parceria com a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, visa estabelecer centros científicos para colaboração em P&D de medicamentos, educação e tecnologia, como foco em mercados internacionais. As atividades incluem um programa específico sobre doenças cardiovasculares, renais e metabólicas.

A parceria faz parte do programa iDream Hubs, projeto internacional da AstraZeneca para criação de centros de excelência em colaboração com instituições externas com foco em pesquisa e desenvolvimento, educação e tecnologia. “O projeto visa parcerias com startups, grupos de pesquisa e colaboração com empresas, universidades e outros grupos para identificar e desenvolver produtos e soluções específicas para cada região”, explica Fraser Hall, presidente da AstraZeneca Brasil.

Para mais informações acesse a página do CNPq. 

Fonte: CNPq

Voltar para a lista